terça-feira, 7 de março de 2017

CORTE DE PARIS ABRE JULGAMENTO DE RECURSO DE PAULO MALUF PUBLICIDADE

07/03/2017 
Resultado de imagem para Maluf: este dinheiro não é meu: charges

A Corte de Apelações de Paris iniciou nesta segunda-feira, 6, o julgamento do recurso impetrado pelo deputado Paulo Maluf (PP/SP) contra sua condenação na França. 
O julgamento deve durar três dias. Maluf, ex-prefeito de São Paulo (1993/1996), foi condenado pela Justiça francesa em outubro de 2015 a três anos de prisão por lavagem de dinheiro - crime que teria praticado no período entre 1996 e 2003. 
Contra a condenação, a defesa de Maluf ingressou com recurso perante a Corte de Apelações de Paris. 
 Na mesma ação, além de Maluf, a Justiça francesa condenou sua mulher Sylvia Lutfalla Maluf e o filho mais velho do casal Flávio Maluf, pelo mesmo crime. 
A sentença determinou ainda o confisco de 1.844.623,33 euros em contas do deputado e de seus familiares. 
Além disso, à família foi imposta multas que somam 500 mil euros. 
Segundo a Justiça francesa, Maluf, a mulher e o filho "agiram em associação para ocultar a origem de recursos" que tiveram origem em ato de corrupção e desvio de dinheiro no Brasil na época em que Maluf era prefeito de São Paulo. Diário do Poder. 
BZ-O dinheiro teria sido desviado da obra do túnel Ayrton Senna, cujo orçamento inicial foi de R$ 147 milhões, mas ao final gastou-se R$ 738 milhões. As obras foram realizadas pela CBPO (controlada pela Odebrecht) e a CONSTRAN, ambas envolvidas nos atuais escândalos. Apesar de todas as provas e evidências, Maluf continua negando que tenha conta bancária no exterior. Foi o precursor da negação “cara-de-pau”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Espaço aberto para o leitor contribuir com o debate de forma qualificada. (O autor da matéria comentada ou o editor do blog dará uma resposta explicativa ao comentarista sempre que houver necessidade, abaixo do comentário).