segunda-feira, 25 de setembro de 2017

NUNCA O GOVERNO EMPREGOU TANTO: 635 MIL PESSOAS

25/09/2017 

Resultado de imagem para O exagerado funcionalismo público: c harges

No quesito contingente de funcionários, o governo Michel Temer ainda é o maior da História. Segundo o Painel Estatístico de Pessoal (PEP), do Ministério do Planejamento, que calcula em tempo real o tamanho e os gastos da máquina pública brasileira, 635.000 pessoas trabalham para o governo, neste momento do País, e a maior remuneração paga no Executivo Federal é de R$ 29,1 mil. 
O menor salário é R$ 1,4 mil. O número de servidores do governo federal cresceu 0,5% entre 2014 e 2015 e 0,8% até 2016, que foi recorde. 
Em 2017 superou esse recorde. O maior inchaço de pessoal da História foi de 2013 para 2014. 
O governo Dilma contratou 27 mil pessoas só no ano da sua reeleição. 
Só entre cargos e funções comissionadas DAS, o governo sustenta 22.342 boquinhas. 
Resta ao contribuinte o direito de pagar. O número de funcionários do governo federal só diminuiu de tamanho entre 1997 e 2001. Desde então, o Estado incha todos os anos. Cláudio Humberto

OS CHICANEIROS DE LULA

29/09/2017 
Resultado de imagem para OS CHICANEIROS DE LULA: Charges
Palocci, Delúbio, Renan, Erenice, Dirceu e Sarney
A Folha de S. Paulo, que costuma ser pautada pelos advogados de Lula, nesta segunda-feira resolveu denunciar as chicanas de Cristiano Zanin. Leia um trecho da reportagem:
Dos seis pedidos que a defesa de Lula fez em recurso ao TRF-4 com o objetivo de anular o processo em que ele foi condenado por corrupção, quatro vêm sendo reiteradamente negados pelos juízes da corte de Porto Alegre desde o início da Lava Jato. 
Alguns do pontos levantados pelos advogados, como a alegação de que o juiz Sergio Moro é parcial e não pode sentenciar Lula, já foram julgados durante a tramitação do próprio processo, em recursos que a defesa apresentou à segunda instância. 
Os pedidos de anulação dos processo vão até, aproximadamente, a página 200 das quase 500 protocoladas nos autos. 
Na peça, assinada por 12 advogados, também estão os argumentos da defesa contra a condenação do ex-presidente no processo do tríplex em Guarujá, decidida por Moro em 12 de julho.” O Antagonista. 
BZ-Quanto custa e quem paga a enorme e bem remunerada banca de advogados que defende o Lula? Uma pessoa pobre não poderia arcar com esse custo....

OS ANEXOS DE LÉO PINHEIRO CONTRA LULA

25/09/2018
Resultado de imagem para OS ANEXOS DE LÉO PINHEIRO CONTRA LULA: Charges

Léo Pinheiro, interrogado pela PF, prometeu falar sobre a propina que pagou a Lula por meio de palestras e do Instituto Lula. 
Ele só está esperando que Raquel Dodge assine seu acordo com a PGR. 
O Estadão publicou o documento em que ele assumiu o compromisso de delatar o comandante máximo da ORCRIM: “Não obstante desejo de colaborar com as apurações, já revelado inclusive em recentes interrogatórios judiciais nos casos do ‘triplex’, do Cenpes do caso de Gim Argello da CPMI da Petrobrás, todos em ações penais específicas que tramitam na 13.ª Vara Federal de Curitiba, considerando o estágio de negociação de acordo de colaboração premiada com PGR, por ora entende melhor, como orientação de defesa, permanecer em silêncio; 
Que, porém, os assuntos tratados neste inquérito policial, ora informados como abrangendo os pagamentos de palestras contratadas do ex-presidente da República as doações ao Instituto Lula, serão objetos de anexos no âmbito da colaboração.” O Antagonista

PROFESSOR DE BOTEQUIM

25/09/2017
Resultado de imagem para Armas químicas: charges

Lula corrige a História para aumentar a coleção de títulos de doutor honoris causa “Por que o Saddam Hussein terminou daquele jeito? 
Porque mentiu a vida inteira de que tinha arma química para destruir os Estados Unidos. 
Ele podia ter falado ‘Ô Bush, era mentira, vamos ficar numa boa'”. (Lula, na aula de história mundial ministrada no lançamento do projeto “O Brasil que o Povo Quer”, que pretende discutir o programa de governo do PT para as eleições de 2018, despertando a suspeita de que examina a ideia de reconhecer que mente desde o dia do nascimento e confessar tudo o que fez para ficar numa boa com o juiz Sergio Moro). Por Augusto Nunes/VEJA
BZ-A despeito do que diz o Lula, Saddam Hussein tinha armas químicas sim, que foram destruídas depois da invasão do Iraque pelas tropas americanas.   

FHC ACHA QUE DORIA É O MELHOR CANDIDATO PARA O PSDB

25/09/2017
Resultado de imagem para FHC x Doria: Charges

Fernando Henrique achava que o melhor candidato para o PSDB era Geraldo Alckmin. Achava. Hoje o ex-presidente está convencido de que João Doria tem mais chances de emplacar. 
Doria, aliás, tem feito importantes sinais ao DEM, como o jantar da semana passada. 
Mas o fato é que a maior referência da legenda, Rodrigo Maia, está mais para Geraldo Alckmin do que para o prefeito de São Paulo. Por Mauricio Lima/VEJA 
BZ-Seria desejável sair fora desse binário PT X PSDB. O Brasil é muito maior e merece muito mais que isso. O pior é que fora disso, aparece o Bolsonaro, uma alternativa que deixa as coisas ainda mais confusas e complicadas.
25/09/2017 
Resultado de imagem para JUIZ MARCELO BRETAS AFIRMA QUE ESTÁ PERTO DE DESCOBRIR OMISSÃO EM DELAÇÃO PREMIADA

O juiz titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro Marcelo Bretas revelou que está perto de comprovar que um dos delatores de casos da Lava Jato no estado omitiu informações à Justiça e pode perder benefícios por isso. 
Segundo o jornal O Globo a afirmação foi feita durante uma palestra na Fundação Getúlio Vargas (FGV) neste sábado (23). "[A delação premiada] 
Pode ter defeito? Pode ter problema? Pode. E daí? 
A gente corrige. Se o sujeito mentir, esconder, isso vai ser descoberto. Estou diante de uma situação em que estou próximo de alcançar isso", garantiu o juiz. Bahia Notícias

JUSTIÇA DEVE BARRAR LULA EM DISPUTA PRESIDENCIAL, PREVÊ PT

25/09/2017
Resultado de imagem para JUSTIÇA DEVE BARRAR LULA EM DISPUTA PRESIDENCIAL, PREVÊ PT: Charges

Oficialmente o PT diz que a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é “irreversível” e “irrevogável”. 
A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, afirmou que, mesmo que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) ratifique a condenação, Lula pode recorrer às instâncias superiores.
Na realidade, no entanto, a percepção de que a Justiça dificilmente permitirá que Lula concorra pela sexta vez à Presidência é cada vez maior.
Algumas semanas atrás, um colaborador próximo do ex-presidente chegou a sugerir que, diante da indefinição do cenário, Lula dedique o restante de 2017 para elaborar um bom programa de governo e deixe para o ano que vem a definição sobre o candidato.
O “conselheiro” ponderou outros fatores além do cerco fechado pela Lava Jato, como as incertezas sobre a reforma política e a judicialização da campanha.
Mas, segundo pessoas próximas, a reação de Lula foi “extremamente negativa”.
Na semana passada, em conversa com deputados estaduais do PT, o advogado Pedro Serrano, referência jurídica da esquerda, disse que, embora considere Lula inocente, acredita que o Judiciário sofre forte influência política e, portanto, a probabilidade maior é de que a condenação seja mantida. Mas também lembrou a possibilidade de recursos. Estadão

ANGELA MERKEL BUSCA ALIADOS APÓS VITÓRIA APERTADA

25/09/2017 
Angela Merckel, a "mulher maravilha" da Alemanha
Partido da premiê conseguiu 33% dos votos. Essa é quarta vitória consecutiva de Merkel, que está no poder desde 2005. 
A chanceler alemã Angela Merkel, que venceu as eleições legislativas de domingo (24) por uma margem apertada, começou nesta segunda-feira (25) a buscar aliados para formar o governo, uma missão complexa em um cenário político fragmentado pelo avanço da extrema-direita. 
Os principais líderes de seu partido, a conservadora União Cristã Democrata (CDU), reúnem-se nesta segunda para analisar os resultados das eleições, nas quais a formação obteve 33% dos votos, acordo com os números definitivos. "Uma vitória de pesadelo", resume o jornal Bild. G1 
BZ-O pior destas eleições, foi o ressurgimento da extrema direita, cujo partido o partido ficou em terceiro lugar. 

COREIA DO NORTE: LANÇAR FOGUETES CONTRA EUA SE TORNOU INEVITÁVEL

25/09/2017 
Resultado de imagem para COREIA DO NORTE: LANÇAR FOGUETES CONTRA EUA SE TORNOU INEVITÁVEL: charges
Esta foto foi publicada pela imprensa internacional como sendo a da bomba H da Coreia do Norte
Declaração aconteceu após bombardeiros americanos sobrevoarem área desmilitarizada em demonstração de força. 
A Coreia do Norte afirmou neste sábado que lançar seus foguetes no território dos EUA se tornou “inevitável” depois que o presidente norte-americano, Donald Trump, chamou o líder de Estado norte-coreano de “homem-foguete”, em mais um episódio da guerra retórica entre os dois líderes. 
As declarações do ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, perante a Assembléia Geral da ONU, ocorreram horas depois de dois bombardeiros da Força Área dos EUA B-1B Lancer, escoltados por jatos de combate, voarem sobre águas a leste da Coréia do Norte em uma demonstração de força do governo norte-americano, um episódio no qual o Pentágono quis mostrar a gama de opções militares disponíveis para Trump. VEJA. 
BZ-O pior de tudo isso, é que temos dois desequilibrados mentais, um em cada lado, com o dedo perto do botão de GUERRA. A qualquer momento... BUUUUM!!!!

domingo, 24 de setembro de 2017

COISAS DA POLÍTICA BRASILEIRA.

24/09/2017 
"Disfarça aí companheiro, pois acabei de soltar um PUM"

A política brasileira está tão desmoralizada, tão desacreditada, que a foto acima despertou esse tipo de comentário. BZ PRESS

PREFEITA 'OSTENTAÇÃO' É CONDENADA A DEVOLVER QUASE R$ 1 MILHÃO NO MARANHÃO

24/09/2017 

Resultado de imagem para PREFEITA 'OSTENTAÇÃO' É CONDENADA A DEVOLVER QUASE R$ 1 MILHÃO NO MARANHÃO
A "prefeita perua"
A ex-prefeita da cidade de Bom Jardim, no Maranhão, Lidiane Leite da Silva, foi condenada pela Justiça a devolver R$ 998 mil em verbas públicas. 
Segundo informações da Folha de S. Paulo, a decisão judicial aponta que a gestão municipal deixou de executar um convênio para pavimentação de ruas da cidade e desviou todos os recursos "para uso pessoal". 
Ela já havia sido afastada do cargo em agosto do ano passada e foi expulsa do PRB ainda em 2015. Lidiane ganhou notoriedade em 2015 quando fugiu de Bom Jardim para não ser presa pela Polícia Federal por conta de desvios de recursos destinados para escolas municipais. 
Na época, ela publicava fotos nas redes sociais ostentando artigos de luxo, como carros, joias e champanhe. Bahia Notícias
BZ-Ser uma perua, implica em gastos extras e suas responsabilidades.

NO NORTE, 71% DOS JUÍZES GANHAM ACIMA DO TETO

24/09/2017
Resultado de imagem para Juizes ilegais: charges

A população do Acre e de Roraima, tem baixíssimo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), mas seus 172 juízes e desembargadores (inclusive aposentados) não têm do que se queixar. 
Do total, 122 (70,9%) receberam em julho mais que o limite constitucional. 
Chama atenção o caso de um desembargador de Roraima que recebeu R$ 107 mil, com “desconto” por conta do teto constitucional de apenas R$2. 
Roraima tem 60 magistrados na folha, dos quais 36 (60%) receberam acima do teto e apenas dois tiveram desconto. No valor de R$ 2,03. 
Cada magistrado em Roraima recebeu em média R$ 35,6 mil. 
No Acre, a média foi ainda maior, R$37,1 mil, ambas acima do teto constitucional Dos 112 magistrados do Acre, 86 (76,7% do total) não respeitaram o teto e apenas cinco tiveram algum abatimento no salário.
Os privilégios em tribunais de justiça de todo o País estão sob exame do Tribunal de Contas da União e do Conselho Nacional de Justiça. Cláudio Humberto
BZ-É preciso corrigir imediatamente esses absurdos e ilegalidades.

sábado, 23 de setembro de 2017

CORRUPÇÃO É CRIME CONTRA A HUMANIDADE, DIZ JUIZ RESPONSÁVEL PELA LAVA JATO NO RJ

23/09/2017
Imagem relacionada

O juiz Marcelo Bretas, titular da 7ª Vara Federal Criminal no Rio de Janeiro, disse hoje (22) que ao fundamentar uma pena em casos de corrupção sistêmica ou generalizada, usará palavras duras, porque essa corrupção vem sendo considerada crime contra a humanidade, “até comparado a genocídio, que é matar em grande escala pessoas que dependem do Estado”. 
Ao falar na Fundação Getulio Vargas, na capital fluminense, para estudantes de direito, Bretas explicou que existe um contrato ou pacto social, pelo qual o Estado se compromete a garantir uma quantidade “enorme” de direitos. 
“E de repente, alguém que recebe o mandato por milhões de pessoas coloca em risco o nosso sistema político de representatividade”. 
Ressaltou que embora muitas pessoas afirmem não gostar de política, é necessário que todos estejam sempre atentos e atuantes para que haja desestímulo a esse tipo de comportamento. 
O juiz, que é o responsável pela Lava Jato no Rio de Janeiro, acredita que todos os fatos que estão ocorrendo no país contribuirão para tornar a população mais preocupada em escolher pessoas melhor capacitadas. 
“Ano que vem, teremos uma boa oportunidade de começar a reescrever a história”, sugeriu, completando que esse será um momento de a sociedade demonstrar sua insatisfação. 
Marcelo Bretas disse que a corrupção sistêmica pode ser comparada a genocídio, esse tema já está sendo discutido no Conselho de Direitos da Organização das Nações Unidas (ONU) desde a semana passada, em Genebra, Suíça, visando alterar competência do Tribunal Penal Internacional e tornar a corrupção um crime contra a humanidade.
“A gente não está falando de pouca coisa, não”. O assunto não interessa apenas ao Brasil, observou. 
O juiz mencionou a morosidade e o tempo para execução da pena como dois problemas da Justiça. 
O processo eletrônico vem ajudando a mudar esse cenário. 
O primeiro processo que recebeu de Curitiba, dentro da Operação Lava Jato, tinha 160 mil folhas. Se isso tivesse sido em papel, representaria risco de impunidade, comentou.
Falou também da contrariedade que sentiu quando percebeu que algumas pessoas estavam “festejando” o fato de o processo ter vindo para o Rio de Janeiro, onde entendiam que ele seria ”empurrado e nada vai acontecer”.
Explicou que talvez seja um pouco cedo para comemorar. 
“Não somos pior nem melhor que ninguém, mas eu certamente não compactuo com nenhum tipo de irregularidade”. 
Bretas defendeu a prisão em segunda instância, que considera um golpe muito duro contra a impunidade.
Acrescentou que a confirmação da pena pode ser dada por um grupo de juízes com maior experiência, para que ela comece a ser executada. O ordenamento jurídico brasileiro já determina isso lembrou.Bretas contou que quem está “muito contente” com a Lava Jato no Rio é o gerente da Caixa Econômica Federal localizada no prédio da Justiça, que “nunca imaginou que teria tanto dinheiro no banco. 
E não para de entrar”. Informou que esta semana vão entrar na Caixa mais de R$ 10,6 milhões. “E semana que vem vai ter mais”. Afirmou que as pessoas estão avaliando que vale a pena resgatar o passado, parar de viver com medo, acertar a vida e poder dormir em paz. 
Essas mudanças que o país está vivendo são ferramentas importantes, segundo o juiz, sustentando que não é por acaso que “querem mexer” na Lava Jato. Enfatizou, contudo, que as provas são muito boas. 
“É batom no colarinho. São provas muito claras”. A vida dos advogados está realmente difícil, comentou.
Completou que o desenvolvimento da tecnologia dá hoje tranquilidade grande aos juízes para decidir. Segundo ele, o país está caminhando para um quadro em que as regras ‘compliance’ (estar em conformidade com leis e regulamentos externos e internos) estão se difundindo. 
Ele espera que se o Judiciário ainda não atingiu o ápice, “nós vamos desenvolver regras de ‘compliance’ dentro do Judiciário. Eu não acredito em uma Justiça de uma ação entre amigos”.
Esse comportamento não acabou, “está devidamente recolhido porque, no momento, está na moda combater a corrupção. 
Até um corrupto vai dizer que é contra a corrupção”. 
O juiz disse que ninguém tem coragem de vir a público abertamente e defender a corrupção. 
Os juízes têm que ser não apenas justos, mas transparentes, e mostrar que estão sendo justos. “Não pode haver dúvida sobre a minha imparcialidade”. 
Se a sentença não for imparcial, não vale como decisão judicial. “Desconfiem sempre”, recomendou aos estudantes de direito, “porque, sem isenção, não é decisão judicial. É outra coisa”. Isso ocorria no passado mas, agora, os tempos mudaram, garantiu. 
Não deve existir nenhum tipo de código de honra entre pessoas que estão no crime, porque isso leva à traição, disse Bretas. Em relação à colaboração premiada, admitiu que pode ter defeitos, mas acrescentou que esses podem ser corrigidos.
O delator que mente na colaboração paga o preço da mentira. ”Se o sujeito errou, quem vai pagar o preço de ser espertinho é ele, porque a lei é clara”. Aquele que mente perde as garantias. 
Por isso, adiantou que “não vale ser engraçadinho nessa hora”. Ressaltou que nenhum juiz correto tem prazer em prender alguém. 
“Tem prazer em cumprir a lei”. Bretas defendeu ainda que acordos de leniência não devem ser feitos sem a participação do Ministério Público. O mesmo deve ocorrer em relação à delação premiada. Agência Brasil

LULA CHAMA DELEGADOS DE ANALFABETOS POLÍTICOS

23/09/2017 
Imagem relacionada

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira que a aceitação da denúncia contra ele e o ex-ministro Gilberto Carvalho por corrupção passiva acusados de vender uma Medida Provisória é a “excrescência, da excrescência da excrescência” e chamou os delegados da Polícia Federal de analfabetos políticos. 
“Essa da Medida Provisória é a excrescência da excrescência da excrescência”, disse Lula, na manhã desta quinta-feira, durante evento de lançamento da plataforma colaborativa “O Brasil que queremos”, da Fundação Perseu Abramo, em um hotel no centro de São Paulo. 
Na terça-feira o juiz Valisney de Oliveira, da 10 Vara Federal em Brasília, tornou Lula, Carvalho e outras cinco pessoas réus pela suposta venda da MP 471 que, em 2009, prorrogou incentivos fiscais para a indústria automotiva nas regiões Nordeste, Norte e Centro-Oste. 
Pouco antes da fala do presidente o vereador Eduardo Suplicy fez uma defesa enfática de Lula e Carvalho. 
“Como eles podem ser acusados de vender uma MP editada pelo Fernando Henrique Cardoso e relatada pelo José Carlos Aleluia, do DEM?”, questionou Suplicy. 
Lula, condenado a nove anos e seis meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá, é réu em outros seis processos. 
O ex-presidente disse ter se queixado com o diretor da Polícia Federal, Leandor Daielo, sobre a má formação política dos delegados da corporação. 
“Fui prestar depoimento para o delegado e depois que acabou a conversa estava o José Eduardo Cardozo, que era ministro da Justiça, estava o diretor da Polícia Federal e eu disse: acho que vocês estão com um problema, vocês precisam dar uma formação política para estes delegados, porque são verdadeiros analfabetos políticos, são, não conhecem nada do processo político e é preciso cuidar disso porque vocês têm jovens bem intencionados, às vezes bem formados, que o pai financiou dois anos em casa só estudando para fazer um concurso, fez um concurso e pronto, virou o julgador do mundo”, disse o ex-presidente. 
De acordo com Lula, falta “grandeza” a seus acusadores pasra admitir que estão errados.
“Eles conseguem jogar lama nas pessoas e depois não conseguem pedir desculpas porque pedir desculpas é uma palavra grande. 
Só pede desculpa e reconhece o erro que tem grandeza e não é todo mundo que tem grandeza”, afirmou. Estadão

CODINOME DE GEDDEL EM NOVAS PLANILHAS DA ODEBRECHT É 'BABEL'; BAIANO JÁ FOI 'JACARÉ'

23/09/2017
Imagem relacionada

Com base no Drousys, sistema de comunicação usado pelo Setor de Operações Estruturadas ou o "Departamento de Propina" da Odebrecht, um relatório do Ministério Público Federal (MPF) aponta que há novos codinomes de caciques políticos do PMDB. 
O documento foi entregue ao Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo informações d'O Globo, o ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, é identificado como "Babel". 
Os documentos afirmam que o político baiano teria recebido um total de R$ 2,1 milhões em 2010 e R$ 100 mil em 2013. 
Antes disso, pagamentos feitos em 2008 e 2009 indicam para propinas de mais de R$ 3,5 milhões. 
O ex-ministro, que foi preso na Operação Tesouro Perdido após ser vinculado a um bunker de R$ 51 milhões, também já foi identificado como 'Jacaré'. 
Nesse caso, o apelido seria uma referência à forma como o doleiro Lúcio Funaro chamava Geddel, comparando a ambição do baiano com a boca do animal (lembre aqui).
De acordo com a publicação, em algumas situações, um mesmo político contou com mais de um apelido nas planilhas e e-mails de pagamentos da empresa. 
Foi o caso do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, que é apontado como "Primo", "Fodão" e "Bicuira". 
No total, os três pseudônimos teriam recebido quase R$ 5 milhões. Assim como Padilha, o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, teria faturado R$ 600 mil em 2008, R$ 650 mil em 2009, R$ 12 milhões em 2010, R$ 2,2 milhões em 2012, R$ 2,1 milhões em 2013 e R$ 11,1 milhões em 2014 como "Caranguejo". 
O MPF aponta ainda que o ex-deputado seria o destinatário de três pagamentos que totalizaram R$ 3 milhões como "Acadêmico" e também uma parcela de R$ 300 mil como "Calota". Também listado na planilha aparece outro ex-presidente da Câmara preso, o ex-deputado Henrique Eduardo Alves. Como "Rio Grande", ele teria R$ 112 mil em setembro de 2010 e US$ 67,3 mil, o equivalente a R$ 125 mil na época. 
Já como "Fanho", ele teria recebido um total de R$ 2 milhões em 2014. Outro ministro do governo de Michel Temer (PMDB) implicado na acusação do MPF foi Moreira Franco, titular da Secretaria-Geral. 
O ministro é acusado de receber mais de R$ 7 milhões como "Angorá". Por último, há o governador do Tocantins, Marcelo Miranda. Identificado como "Lenhador", ele teria sido alvo de dois pagamentos no valor de R$ 500 mil nos dias 2 de outubro de 2014 e 9 de outubro de 2014. 
O relatório do MPF destaca também que a criatividade alcançava as senhas de acesso para a retirada das propinas. Miranda, por exemplo, teria usado os códigos "Passarinho" e "Foguista". Já Henrique Alves teria feito uso das senhas "Acerola" e "Mulher" para o codinome "Fanho" e "Jabuti" para "Rio Grande". 
Com três codinomes, Cunha teria usado as senhas "Mangaba", "Pêssego", "Viola", "Pirulito" e "Aluno". Já Moreira Franco teria usado nomes como "OTP", "Foguete", "Morango", "Pinguim", "Pássaro", "Paulistinha" e "Agenda" para retirar o dinheiro. As senhas de Padilha seriam "Comida" e "Sardinha". Estadão 
BZ-Por enquanto Geddel está protegido pelo Foro Privilegiado do irmão deputado, Lúcio Vieira Lima, que ao que tudo indica, é sócio dele nessa dinheirama encontrada.

MANSÃO DE CABRAL AVALIADA EM R$ 8 MI SERÁ LEILOADA EM OUTUBRO

23/09/2017 
Resultado de imagem para MANSÃO DE CABRAL AVALIADA EM R$ 8 MI SERÁ LEILOADA EM OUTUBRO

Depois de condenado a 45 anos de prisão por corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro, o ex-governador Sérgio Cabral perderá parte de seu patrimônio. 
No próximo dia 3 de outubro, acontecerá o leilão de sua mansão à beira-mar em Mangaratiba, avaliada em R$ 8 milhões, e de uma lancha, avaliada em R$ 4 milhões.
O leilão será realizado no Foro da Justiça Federal, na Avenida Venezuela, no centro do Rio de Janeiro. 
Também vão ser leiloados três automóveis, avaliados em R$ 240 mil, R$ 120 e R$ 76 mil.
Quem se interessar, também poderá tentar adquirir uma moto aquática, no valor inicial de R$ 45 mil, e um barco de pequeno porte, no valor de R$ 50 mil.
Se não for alcançado o valor mínimo, um segundo leilão acontecerá no dia 11 de outubro, quando os bens poderão ser arrematados por 80% de seu valor, que terá de ser pago à vista.
A decisão de leiloar os bens do ex-governador foi proferida em junho pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal. 
A esposa de Cabral, Adriana Ancelmo, também foi condenada e recebeu pena de 18 anos e três meses de reclusão. Agência Brasil 
BZ-Sérgio Cabral roubou tanto dinheiro, e agora não pode desfrutar. Vai ver seus bens adquiridos por outros, possivelmente a um valor muito abaixo que o valor real. IRONIAS DA VIDA!

CORONEL AMIGO DE TEMER USOU OFFSHORE NO URUGUAI PARA COMPRAR DUPLEX, DIZ PF

23/09/2017

Apontado pelos delatores do Grupo J&F como recebedor de R$ 1 milhão em propina destinada ao presidente Michel Temer, o coronel aposentado João Baptista da Lima Filho se valeu de uma offshore sediada no Uruguai para comprar dois imóveis em São Paulo. 
Um deles, no qual Lima Filho mora e onde a Polícia Federal realizou busca e apreensão no âmbito da Operação Patmos, é um duplex. 
As informações sobre os imóveis e a ofsshore Langley Trade Co SA constam em relatório da PF sobre os itens apreendidos com o coronel no dia da deflagração da Patmos, em 18 de maio. 
O documento foi anexado pela Procuradoria-Geral da República na denúncia oferecida contra o presidente Michel Temer por obstrução de Justiça e organização criminosa. 
O Estado revelou em junho que a PF havia encontrado 17 recibos relacionados a offshore Langley na casa do coronel amigo de Temer. 
Na Receita Federal, a Langley está registrada como empresa domiciliada em Montevidéu. 
No banco de dados do Panamá Papers, do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos, que teve participação de jornalistas do Estado, o endereço está atrelado a várias offshores. Estadão  
BZ-Langley é uma cidade da Virgínia (USA) onde está situada a sede da CIA-Central of Intelligence Agency

GILMAR MENDES NEGA LIBERDADE A JOESLEY E A WESLEY BATISTA

23/09/2017 
Resultado de imagem para GILMAR MENDES NEGA LIBERDADE A JOESLEY E A WESLEY BATISTA: Charges

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou nesta sexta-feira (22) os habeas corpus impetrados pelas defesas dos irmãos Joesley e Wesley Batista, que buscavam reverter a prisão preventiva decretada no processo em que os executivos são acusados de lucrar indevidamente no mercado de ações e usar informações privilegiadas antes de vir à tona o acordo de colaboração premiada que firmaram com o Ministério Público Federal (MPF). 
Mendes é a voz mais contundente dentro do STF contra a delação premiada do grupo J&F, que fundamentou duas denúncias apresentadas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer. 
O ministro discordou do argumento dos irmãos de que a decretação da prisão preventiva é desproporcional. 
"Destaco que o decreto de prisão preventiva fundamentou o risco à ordem pública na gravidade concreta do crime que, na avaliação do magistrado, 'afetou gravemente a economia nacional', e na reiteração de práticas delitivas em circunstância particularmente desfavorável, na medida em que 'mesmo após a negociação e assinatura dos termos de colaboração premiada, teriam tornado a praticar delitos'", argumentou Gilmar Mendes em sua decisão. 
"A gravidade concreta do crime, representada pelas circunstâncias especialmente gravosas da infração penal, é um indicativo válido da periculosidade do agente e de seu potencial para reiterar ilícitos", concluiu o ministro, ao rejeitar os habeas corpus dos irmãos Batista. 
Para a defesa de Joesley Batista, a prisão preventiva era uma medida desproporcional, já que os crimes de manipulação do mercado e uso indevido de informação privilegiada preveem penas de até oito e cinco anos de prisão, respectivamente. 
"Logo, ainda que o paciente fosse condenado por uma pena média - fato improvável dado que é primário e tem bons antecedentes - a 4 anos de reclusão, o regime imposto poderia ser o aberto ou a pena seria substituída por restritivas de direitos", argumentou a defesa de Joesley. 
"Por fim, em relação ao delito de insider trading, importa destacar que não há qualquer risco de reiteração da conduta, uma vez que o paciente não é Presidente da empresa JBS e não pratica atos de compra de dólares em tal empresa, sendo que seu irmão também já foi afastado das atividades correlatadas à investigação ora objeto", sustentaram os advogados de Joesley. 
Na última quinta-feira (21), a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou por 4 a 1 os habeas corpus dos irmãos Joesley e Wesley Batista. por Breno Pires, Rafael Moraes Moura e Luiz Vassallo/Estadão Conteúdo  
BZ-A situação dos Irmãos Safadãos etá se complicando a cada dia que passa.

MINISTRO DO STF AUTORIZA INQUÉRITO PARA INVESTIGAR LINDBERGH FARIAS

23/09/2017 
Resultado de imagem para Senador Lindbergh : charges

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, autorizou na sexta-feira (22) instauração de inquérito para investigar o senador Lindbergh Faria (PT-RJ). 
A apuração se dará no âmbito de um desdobramento da Operação Lava Jato. 
O parlamentar é suspeito de corrupção passiva. Como o caso está em segredo de Justiça, não há mais detalhes sobre o inquérito. Em nota, o senador disse que tem "absoluta certeza que este inquérito terá como destino o seu arquivamento". Bahia Notícias

WAGNER PEDE A FACHIN PARA NÃO ENVIAR INQUÉRITO A SERGIO MORO

23/09/2017
Resultado de imagem para WAGNER PEDE A FACHIN PARA NÃO ENVIAR INQUÉRITO A SERGIO MORO: charges

De acordo com o site da revista Época, a defesa do ex-governador Jaques Wagner (PT) pediu ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), o “arquivamento imediato” das investigações relativas ao crime de organização criminosa. 
Ainda segundo a revista, Wagner argumenta de que só existe contra ele uma citação na delação premiada do dono da UTC Ricardo Pessôa, na qual o empresário fala que fez apenas doações legais sem relação com ilícitos. 
A Procuradoria-Geral da República, quando apresentou a denúncia do chamado quadrilhão do PT, pediu que as apurações sobre Wagner fossem enviadas ao juiz federal Sergio Moro, da 13ª Vara em Curitiba – o ex-governador não consta entre os denunciados ao STF. 
Na petição, os advogados Bruno Espiñeira Lemos e Victor Minervino Quintiere afirmam também que o inquérito em relação a Wagner não pode ser enviado a Curitiba, porque ele agora possui foro privilegiado, por ter sido nomeado secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia em janeiro. Por isso, eles pedem que, caso seja negado o arquivamento, os autos sejam remetidos ao Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região. Política Livre 
BZ-Tá com medo de que, governador? Cuidado, que esse processo pode ir parar nas mãos do Juiz Marcelo Bretas, que acaba de condenar o Sérgio Cabral em 45 anos de cana...

PROCURADORES REAGEM A ATAQUES DE GILMAR CONTRA JANOT E ‘MILLER MAÇARANDUBA’

23/09/2017 
Resultado de imagem para Gilmar X Janot: Charges

Os procuradores da República reagiram à manifestação mais dura já desfechada pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, que na sessão plenária da Corte, quarta-feira, 20, defendeu que o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot deveria ter pedido a própria prisão diante do malogro das investigações do caso JBS. 
O ministro disse, ainda, que o ex-procurador Marcello Miller, que atuou no gabinete de Janot por três anos, ‘é conhecido como o Maçaranduba’, que emprega ‘métodos policialescos, violentos’ e fechou contrato de consultoria em fevereiro com escritório de advocacia ligado ao grupo JBS, quando ainda exercia as funções no Ministério Público Federal. 
Em nota pública, a Associação Nacional dos Procuradores da República – principal entidade da classe – rechaçou ‘os ataques claramente pessoais do ministro em relação ao ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot’. 
A ofensiva de Gilmar se deu na sessão em que os ministros decidiram encaminhar à Câmara a segunda flechada de Janot contra o presidente Michel Temer. Sete ministros votaram nesse sentido – apenas Gilmar votou contra e o julgamento será retomado nesta quinta, 21. 
Na sessão, sentada à esquerda de Gilmar, estava a nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge.  Estadão.
BZ-Poucas vezes vi um ataque tão contundente como este do ministro Gilmar Mendes ao ex-procurador Rodrigo Janot. Isso ainda vai render muita coisa. Aguarde! 

PT TENTA ACORDO PARA CALAR A BOCA DE PALOCCI

23/09/2017
Imagem relacionada

A “suspensão temporária” da filiação do ex-ministro Antônio Palocci por 60 dias, anunciada pelo PT, é um gesto que o partido fez, segundo petistas ilustres, para tentar reverter sua decisão de fechar acordo de delação premiada na Lava Jato. 
As revelações de Palocci ao juiz Sérgio Moro, antes mesmo de fechar acordo de delação, vêm sendo consideradas pela defesa o fato mais grave contra o ex-presidente Lula. 
Em pânico, o PT tenta um acordo com Palocci para ele desistir da ideia de entregar todo mundo, principalmente o ex-presidente Lula. 
Lula tem admitido que ele próprio e principalmente o PT abandonaram o Palocci. Neste terça (26), o ex-ministro completa um ano preso. 
“Se Palocci aprofundar o que disse a Moro, que já é muito grave, o companheiro Lula acabará preso”, diz, abatido, um deputado petista. 
Apesar da pressão, Palocci parece determinado a fechar o acordo de delação. Aliás, ele prometeu isso à sua mulher e demais familiares. Cláudio Humberto
BZ-Oficialmente Lula continua bravateando, dizendo que o Palocci é um mentiroso frio e que suas revelações tem apenas o objetivo de fugir da cadeia que lhe será imposta por Sérgio Moro. Nos bastidores sabe que a denúncia do Palocci foi devastadora para sua credibilidade.