quinta-feira, 27 de abril de 2017

PALOCCI CONTRATA ADVOGADO PARA DELAÇÃO

27/04/2017 
Resultado de imagem para PALOCCI CONTRATA ADVOGADO PARA DELAÇÃO

O ex-ministro Antonio Palocci (Fazenda e Casa Civil-Governos Lula e Dilma) decidiu contratar o escritório de advocacia Adriano Bretas, de Curitiba, para negociar delação premiada com o Ministério Público Federal. 
A informação foi revelada nesta quarta-feira, 26, pelo site O Antagonista. Preso desde setembro de 2016 na Operação Omertà – desdobramento da Lava Jato -, Palocci vinha sendo defendido pelo criminalista José Roberto Batochio. 
Veterano da advocacia, Batochio é conhecido por sua rígida posição contrária à delação premiada. Não há delatores entre seus clientes. 
Acuado, na iminência de ser condenado pelo juiz federal Sérgio Moro em ação penal por corrupção e lavagem de dinheiro, o ex-ministro parece mesmo disposto a fazer delação. 
Na semana passada, interrogado pelo juiz da Lava Jato, Palocci já acenou para essa possibilidade – ele disse que tem revelações a fazer, inclusive nomes, que podem levar a Lava Jato a trabalhar por ao menos mais um ano. 
No processo em que é réu, Palocci é apontado como o personagem ‘Italiano’, que consta da planilha de propinas da empreiteira Odebrecht. 
Os investigadores suspeitam que ele recebeu R$ 128 milhões da construtora e repassou parte da fortuna ao PT. ESTADÃO  
BZ-Além de devastadora para o Lula, a delação de Palocci poderá incentivar o Vaccari. 

ESPECIALISTA AVALIA QUE LULA VIROU O NOVO MALUF

27/04/2017
Resultado de imagem para Lula e maluf: charges

O desempenho do ex-presidente Lula em pesquisas para presidente, na disputa de 2018, reproduz um fenômeno eleitoral de Paulo Maluf, hoje deputado pelo PP-SP. Para o especialista Murilo Hidalgo, do instituto Paraná Pesquisas, “Lula é o novo Maluf”. 
Se for candidato, são grandes suas chances ser o mais votado no primeiro turno, mas sua rejeição muito alta inviabilizaria a vitória na disputa de segundo turno. 
Se for mantido solto e elegível, Lula terá no primeiro turno entre 25% e 30% dos votos para presidente da República, estima Hidalgo. 
 Como Maluf, Lula tem rejeição muito elevada, superior a 50%, por isso quem disputar o 2º turno contra ele tem maiores chances de vitória. Maluf teve sucesso político em SP desde 1967. 
Mas a partir de 1988 o capital político dele se degradou. E só voltou à política como deputado. Em ‘90, ‘98, ‘00, ‘02 e ‘04 Maluf liderou no 1º turno para governador ou prefeito de São Paulo, mas perdeu no 2º. Em 2008 já não liderou mais. Cláudio Humberto  
BZ-Foi nesta ótica que Maluf perdeu uma eleição para a prefeitura de São Paulo, disputando com Luiza Erundina.

MORO ACEITA PEDIDO DA PF E TRANSFERE AUDIÊNCIA DE LULA PARA O DIA 10 DE MAIO

27/04/2017
Resultado de imagem para MORO ACEITA PEDIDO DA PF E TRANSFERE AUDIÊNCIA DE LULA PARA O DIA 10 DE MAIO: charges

O juiz federal Sérgio Moro decidiu nesta quarta-feira (26) adiar o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em um dos processos a que o político responde na Operação Lava Jato. 
A oitiva estava agendada para o dia 3 de maio, mas agora foi marcada para 10 de maio a partir das 14h. A decisão de Moro, publicada no sistema da Justiça na manhã desta quarta, foi motivada por um pedido da Polícia Federal. 
No ofício encaminhado ao magistrado, o delegado Rosalvo Ferreira Franco, superintendente da Polícia Federal (PF) no Paraná, disse que precisava de mais prazo para "realizar as tratativas com órgãos de segurança e de inteligência". 
De acordo com o juiz, diante da possibilidade de protestos e considerando que as forças de seguranças solicitaram um tempo adicional para os preparativos, ele decidiu por mudar a data. G1 
BZ-Bravatas e fanfarronices à parte, as autoridades estão montando um esquema de segurança reforçado, que desestimule qualquer tentativa de uma manifestação mais agressiva por partte dos devotos do Lula. As manifestações pacíficas, contra ou a favor do Lula, devem ser toleradas por serem democráticas. 

'O CARA DELATA ATÉ A MÃE', IRONIZA LULA SOBRE DEPOIMENTO DE LEO PINHEIRO

27/04/2017
Resultado de imagem para 'O CARA DELATA ATÉ A MÃE', IRONIZA LULA SOBRE DEPOIMENTO DE LEO PINHEIRO: charges

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ironizou nesta terça-feira (25) o depoimento de Leo Pinheiro ao juiz federal Sérgio Moro. Em entrevista à Rádio Cidade, de Natal, ele afirmou que o empresário "delata até a mãe". 
Lula ainda criticou as delações premiadas, alegando que os delatores são pressionados a dizerem o nome dele. 
"Esse Leo Pinheiro, mesmo. Agora parece que aceitaram a delação dele porque ele prometeu que vai falar o meu nome. Até entendo, o cara está condenado a 26 anos, 27 anos... 
Aí vê na TV delator que roubou milhões, devolve um pouco e vai morar em condomínio de luxo. O Leo Pinheiro deve ter visto aquilo e pensou: ‘Eu também vou delatar’. O cara delata até a mãe", comentou. 
No depoimento realizado na semana passada, Pinheiro relatou que o tríplex no Guarujá que é alvo de investigação na Operação Lava Jato pertencia ao ex-presidente. 
Na entrevista desta terça, Lula também relatou que não se preocupa com uma eventual delação premiada de Antônio Palocci, que foi seu ministro. 
"Se cometeu algum erro, só ele sabe. Se vai fazer delação ou não é decisão dele. A mim também não preocupa. O que me preocupa é estar preso há seis meses sem nenhuma prova, é o arbítrio", disse.  Diário do Poder
BZ-As informações do Leo Pinheiro, complementadas com as dos seus dois subordinados, Paulo Gordilho e Fábio Yonamine, com riquzas de detalhes, são provas testemunhais irrefutáveis. 

PALOCCI DEVE DELATAR LULA, EMPRESÁRIOS E BANQUEIROS

27/04/2017
Imagem relacionada

O ex-ministro Antonio Palocci deverá incluir em sua delação, além do ex-presidente Lula, pessoas que se beneficiaram do esquema de corrupção nos governos petistas. 
Do tipo frio, calculista, que não se emociona por nada, Palocci deve envolver empresários, inclusive da área de comunicação, e banqueiros que se locupletaram de decisões do governo. 
Palocci estaria com sede de vingança, dizem fontes do PT. Palocci pretende se vingar de Lula e dos banqueiros e empresários que não o “protegeram” e nem o ajudaram após sua prisão, em outubro. 
A um advogado, Palocci disse que não vai “pagar esse pato sozinho”, queixando-se de que Lula e demais “parceiros” o abandonaram. 
Quarta (19), Palocci surpreendeu ao se colocar à disposição para “colaborar”, prometendo material para “mais um ano” de Lava Jato.
O MPF pressiona, mas foram as conversas com Marcelo Odebrecht e Leo Pinheiro, na carceragem da PF, que persuadiram Palocci a delatar. Cláudio Humberto 
BZ-Se complica e muito, a já muito complicada situação do Lula. Até agora ele vinha colocando em dúvida todos e tudo que o colocasse em posição suspeita. Com Palocci, a coisa fica muito difícil.  

PGR JÁ RECEBEU 19 PEDIDOS DE 7 PAÍSES POR DELAÇÕES DA ODEBRECHT

27/04/2017 
Resultado de imagem para PGR JÁ RECEBEU 19 PEDIDOS DE 7 PAÍSES POR DELAÇÕES DA ODEBRECHT: charges

As delações premiadas da Odebrecht já motivaram 7 países da América Latina a enviarem à Procuradoria-Geral da República (PGR) um total de 19 pedidos de cooperação internacional. 
O Ministério Público destes países quer o compartilhamento de informações e provas apresentadas pelos executivos e ex-executivos do grupo para ajudar nas investigações paralelas que conduzem sobre o caso Odebrecht. 
A Secretaria de Cooperação Internacional da PGR recebeu nove pedidos do Peru, três da Argentina, dois do México, dois da República Dominicana e um da Colômbia, um do Equador e um da Venezuela. 
Cada pedido se refere a um caso específico ou, ainda, a um complemento em relação a uma solicitação anterior. As solicitações começaram a chegar em janeiro, mês em que o Supremo Tribunal Federal (STF) homologou as delações dos 78 executivos.
O primeiro país a receber da PGR as provas que havia solicitado ao Brasil foi a República Dominicana. A remessa foi feita na quinta-feira passada, 20, após a homologação, dias antes, do acordo de colaboração do Grupo Odebrecht com aquele país. Estadão

EUNÍCIO OLIVEIRA É LEVADO A UTI APÓS SOFRER ISQUEMIA, DURANTE A MADRUGADA

27/04/2017 
Resultado de imagem para EUNÍCIO OLIVEIRA É LEVADO A UTI APÓS SOFRER ISQUEMIA, DURANTE A MADRUGADA

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), sofreu uma isquemia vascular nesta madrugada, 27, e está na unidade de terapia intensiva de um hospital de Brasília. 
A hipótese de AVC hemorrágico foi descartada. O senador passa bem. Eunício Oliveira acompanhava durante a madrugada a sessão da Câmara que discutia a reforma trabalhista, quando começaram os sintomas, como tontura. 
Pessoas ligadas ao senador falam em "micro isquemia" e confirmam que ele está bem, sob observação. Boletim médico divulgado pelo hospital informou que o senador está estável e que exames de imagem do crânio têm 'resultados normais’. 
Oliveira será reavaliado ao longo do dia. Mais cedo, Eunício havia comemorado o "dia histórico de votações", quando o Senado aprovou o projeto de lei que protege cidadãos do abuso de autoridade e outro que acaba o foro privilegiado para o Brasil. 
Em fevereiro, ele foi submetido a cirurgia para extrair a vesícula, também em um hospital de Brasília. Diário do Poder

DEPUTADOS VENEZUELANOS PEDEM ASILO AO BRASIL

27/04/2017 
Resultado de imagem para DEPUTADOS VENEZUELANOS PEDEM ASILO AO BRASIL

Dois deputados da Assembleia Nacional da Venezuela, perseguidos pelo regime autoritário de Nicolás Maduro, negociam asilo político no Brasil.
As tratativas, em caráter sigiloso, começaram no fim de semana. Consultado, o presidente Michel Temer não se opôs à concessão do status de asilados aos deputados e família, até porque é da tradição da diplomacia brasileira acolher perseguidos políticos em outros países. 
Os parlamentares venezuelanos e suas famílias têm sido aterrorizados pela polícia política e grupos bandidos armados pelo governo Maduro.
Em seu Twitter, o deputado oposicionista Tomás Guanipa divulgou imagens de bandidos armados por Maduro rondando a sua casa.
O ex-senador boliviano Roger Molina, perseguido pelo cocaleiro Evo Morales, asilou-se na embaixada do Brasil em La Paz por 455 dias. Diário do Poder 
BZ-E numa situação já complicada como essa, o irresponsável e incompetente Maduro, cogita de distribuir mais armas aos seus milicianos. Quer mesmo ver o cirso pegar fogo.

VENEZUELA ANUNCIA SAÍDA DA OEA 14

27/04/2017
Resultado de imagem para VENEZUELA ANUNCIA SAÍDA DA OEA 14

A Venezuela anunciou nesta quarta-feira sua saída da Organização dos Estados Americanos (OEA), após o Conselho Permanente da instituição convocar uma reunião de chanceleres para avaliar a grave crise política que sacode o país. 
“A Venezuela não participará mais de qualquer atividade ou evento que pretenda posicionar o intervencionismo e a ingerência”, acrescentou Rodríguez. 
Depois de quase um ano de deliberações e quatro sessões no último mês sobre o caso da Venezuela, uma maioria 19 países aprovou elevar o debate em nível de ministros de Relações Exteriores. A onda de protestos que sacode a Venezuela já deixou cerca de 30 mortos e centenas de feridos e detidos. 
Argentina, Barbados, Bahamas, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Estados Unidos, Honduras, Guiana, Jamaica, Guatemala, México, Panamá, Paraguai, Peru, Santa Lúcia e Uruguai votaram a favor da elevação do debate na OEA. 
Em 28 de março passado, o presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, questionou a própria existência da Organização: “Tem sentido a OEA? Tem sentido a permanência na OEA? (…). Abro o debate sobre a utilidade e a pertinência da Organização dos Estados Americanos (…) e da permanência dos Estados, entre eles a Venezuela, nesta organização”. AFP  
BZ-Todos esses organismos multilaterais e internacionais obrigam os seus membros a cumprirem certos parâmetros, sendo um deles, manter a democracia no país. A Venezuela com seus governos ditatoriais, não aceitam essas regras. 

terça-feira, 25 de abril de 2017

DELAÇÃO DE PALOCCI SERIA ‘VERDADEIRO TERREMOTO’ NO MEIO EMPRESARIAL, DIZ ZARATTINI

25/04/2017
Resultado de imagem para Palocci corrupto: charges

O líder do PT na Câmara, deputado Carlos Zarattini (SP), classificou como um “verdadeiro terremoto” a eventual delação premiada do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci. 
Na avaliação do líder petista, Palocci tem muito a contar sobre as relações políticas com grupos econômicos. 
“Nós não sabemos exatamente o que o Palocci tem a dizer, mas a gente tem certeza que ele tem muito para falar, inclusive sobre os grandes grupos econômicos brasileiros, o capital financeiro, os grandes bancos e as grandes redes de comunicação”, afirmou Zarattini. 
“Se ele falar sobre o que tem conhecimento, o Brasil vai sofrer um verdadeiro terremoto no meio empresarial”, disse o deputado federal, que participa nesta segunda-feira, 24, do seminário “Estratégia para a Economia Brasileira – Desenvolvimento, Soberania e Inclusão”, promovido pelas lideranças do PT na Câmara e no Senado e pela Fundação Perseu Abramo, em Brasília. Na semana passada, em depoimento ao juiz Sérgio Moro, Palocci deu indicações sobre sua disposição em fazer um acordo de delação premiada, ao sugerir que tem muito a contar sobre os esquemas investigados pela Operação Lava Jato. 
Entre as lideranças do PT presentes no encontro desta segunda-feira estão a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), o senador Humberto Costa (PE), o presidente da sigla, Rui Falcão, e o ex-presidente da Petrobras Sérgio Gabrielli. 
A previsão é de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva compareça ao encontro no final da tarde. Estadão

SEGURANÇA PÚBLICA DO PARANÁ PEDE A MORO QUE ADIE INTERROGATÓRIO DE LULA

25/04/2017
Resultado de imagem para os tanque do exército para proteção: charges

O secretário de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita de Oliveira, pediu ao juiz federal Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, que adie o interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, marcado para o dia 3 de maio, na sede da Justiça Federal, em Curitiba. 
O secretário alegou preocupação com ‘possível deslocamento de movimentos populares’ para a capital paranaense. 
“Solicito a Vossa Excelência avaliação sobre a viabilidade de redesignar data e/ou local da oitiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, agendada para o dia 3 de maio do corrente ano para data posterior, tendo em vista notícias de possível deslocamento de movimentos populares para esta Capital Paranaense em virtude da semana de comemoração do Dia do Trabalhador (1° de maio), o que pode gerar problemas de segurança pública, institucional e pessoal”, argumentou o secretário. 
O pedido da Secretaria de Segurança Pública segue a mesma linha adotada pela Polícia Federal, que também sugeriu a Moro ‘mais tempo para realizar as tratativas com os órgãos de segurança e de inteligência para a audiência que será realizada’. Cabe ao juiz Moro decidir se irá mudar a data do interrogatório do ex-presidente Lula. Estadão Conteúdo

PF ATRIBUI PECULATO A COLLOR, ALVO DA LAVA JATO

25/04/2017
Resultado de imagem para PF ATRIBUI PECULATO A COLLOR, ALVO DA LAVA JATO:charges

A Polícia Federal concluiu dois inquéritos que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF). 
Em um deles, a PF atribui ao senador Fernando Collor (PTC-AL), alvo da Operação Lava Jato, o crime de peculato. Collor teria, segundo a PF, promovido ‘intervenção direta’ na BR Distribuidora. 
Segundo nota divulgada nesta segunda-feira, 24, pela PF, em 2010, a BR Distribuidora firmou um conjunto de contratos com a empresa Laginha Agro Industrial S/A, pertencente ao usineiro alagoano João José Pereira de Lyra, envolvendo a concessão de mútuo no valor de R$ 5 milhões e uma linha de crédito no valor de R$ 2,2 milhões. Estadão 

OAS PAGOU MAIS DE US$ 1 MILHÃO A LULA POR PALESTRAS NO EXTERIOR

25/04/2017 
Resultado de imagem para Lula e OAS, palestras: charges

O empresário Léo Pinheiro, da OAS, disse que a empreiteira ‘pagou mais de US$ 1 milhão’ ao ex-presidente Lula por palestras no exterior. Ao todo, disse o ex-presidente da OAS, foram cinco eventos, ou US$ 200 mil por palestra. 
No interrogatório a que foi submetido pelo juiz Sérgio Moro na quinta-feira, 20, Léo Pinheiro falou das palestras quando explicava detalhes até então desconhecidos da Lava Jato sobre o triplex do Condomínio Solaris, no Guarujá – cuja propriedade a força-tarefa do Ministério Público Federal atribui a Lula, o que é negado por sua defesa. 
“A relação com o ex presidente era minha, a relação com o Paulo Okamotto (presidente do Instituto Lula) era minha. Estive com o o Paulo Okamotto e o João Vaccari (ex-tesoureiro do PT, preso na Lava Jato desde abril de 2015), como nós íamos operacionalizar isso, mas a reforma já tinha sido feita e gasta”, afirmou Léo Pinheiro. Política Livre.
BZ-É interessante notar que a maioria esmagadora dessas caríssimas palestras, foi feita no exterior, uma opção que encarecia o custo das empresas. Nunca apareceu um só vídeo de tais palestras. Para um “palestrante” vaidoso como o Lula, esse fato é discordante do contexto. Fica aí ao leitor a imaginar a veracidade da existência de tais palestras.

PALOCCI PRETENDE DELATAR COMO ELE E LULA DIVIDIRAM PROPINA DE SONDAS

25/04/2017
Resultado de imagem para Palocci na cadeia: charges
FALA PALOCCI!!
Sentindo-se abandonado por Lula e afirmando que não pretende “pagar esse pato sozinho”, o ex-ministro Antonio Palocci informou, em conversa com um advogado citado pelo jornal Valor, que ele e o ex-presidente Lula dividiram um terço de propinas pagas durante a criação e montagem, em 2010, da empresa Sete Brasil, criada no governo petista para construir 29 sondas de exploração de petróleo, pela Petrobras, na camada pré-sal. 
Dessa iniciativa participou também o banqueiro André Esteves, que, investigado na Lava Jato, chegou a ser preso durante a operação que prendeu também o ex-senador Delcídio do Amaral, então líder do governo Dilma Rousseff o Senado. 
Palocci demonstra que finalmente caiu a ficha: avaliação dele e de seus atuais advogados é a de que receberá sentença superior à imposta pelo juiz Sergio Moro ao ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, condenado a 15 anos de prisão por corrupção e lavagem. 
Também José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil de Lula, foi condenado a 21 anos de prisão em apenas um processo. A previsão do governo Lula era a de que a Sete Brasil, hoje em processo de recuperação judicial, atrairia investimento de US$ 25 bilhões até 2020, sendo que R$ 8 bilhões foram colocados no projeto por fundos de pensão estatais, bancos estatais e privados e empreiteiras, como a Odebrecht e a Queiroz Galvão. 
A declaração de Palocci ocorreu durante consulta a um advogado na quarta-feira (19) da semana passada, sobre a possibilidade de fechar acordo de delação premiada. 
O Palocci que tinha a língua presa, agora...
O desejo do ex-ministro foi repassado a procuradores que atuam na Lava-Jato. Palocci afirma que o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque, já condenado a mais de 40 anos de prisão sob a acusação de ter desviado mais de R$ 650 milhões da Petrobras, pode confirmar a história que pretende delatar, envolvendo Lula. 
Duque tenta fechar acordo de delação premiada há quase um ano. O ex-ministro de Dilma e de Lula, os outros dois terços das propinas do projeto da Sete Brasil eram distribuídos assim: um terço para funcionários e operadores ligados à Petrobras e a parte restante seria destinada a executivos da própria Sete Brasil. 
A fonte da informação diz que o ex-ministro ainda não estaria pronto para aceitar o que investigadores chamam de "processo" para se tornar delator: reconhecer e assimilar a condição de réu confesso, apontando meios de provar práticas ilícitas das quais teve participação. 
Na carceragem da PF, o ex-ministro conversa com outros réus que fizeram delação, como Marcelo Odebrecht, e acusados que ainda negociam seus acordos, como José Adelmário Pinheiro Filho, o Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS. Diário do Poder 
BZ-O que já era ruim para o Lula, parece ter piorado bastante. Palocci é o primeiro petista de alto escalão que entrega o Lula e não deverá ser o último ou o único.

WAGNER DIZ QUE ‘NÃO DEVIA TER RECEBIDO’ RELÓGIO DE ODEBRECHT

25/04/2017
Resultado de imagem para Relógio Hublot

O ex-ministro e ex-governador da Bahia Jaques Wagner (PT) afirmou que deveria ter devolvido o relógio de US$ 20 mil que ganhou do empreiteiro Marcelo Odebrecht em seu aniversário, para evitar qualquer tipo indicação de que poderia favorecer a empreiteira em contratos com o governo baiano. Segundo Wagner, o presente dado em 2012 foi aceito por conta da “amizade de longa data” que ele tinha com Cláudio Melo Filho, ex-executivo da Odebrecht e delator da Operação Lava Jato. 
“O cara era meu amigo, eu o conheço desde o pai dele (Cláudio Melo). É um gostador de relógio, como eu sou. Me deu o relógio”, disse Wagner. 
“Se ele deu achando que ia me comprar, eu até reconheço que não deveria ter recebido.” A informação sobre o presente foi repassada aos investigadores por Melo Filho. O relógio Hublot, modelo Oscar Niemeyer, detalhou o delator, traz a imagem do Congresso Nacional ao fundo. Em outros aniversários, disse Melo Filho, também foi enviado a Wagner um relógio da marca Corum, modelo Admirals Cup. “Recebi como um de amigo rico que está me dando um presente”, afirmou o ex-ministro. “Se ele achava que, por conta disso, ia colher alguma coisa dentro do governo, é só ele dizer o que ele colheu dentro do governo por conta do presente.” Principal contato de Wagner com a Odebrecht, Melo Filho afirmou que em 2006, 2010 e 2014 a empresa deu R$ 25 milhões em doações eleitorais, via oficial e por caixa 2, para as campanhas do petista e para a campanha do governador da Bahia, Rui Costa (PT), em 2014. Os pagamentos tinham o aval de Marcelo Odebrecht.
Ambos negam as irregularidades. “Eu estou absolutamente tranquilo. 
No caso da Odebrecht, minha relação sempre foi muito ruim. Meu primeiro ato de governo foi cancelar um contrato que eles tinham feito com o governo anterior, do DEM”, disse Wagner. “Só quero que a Odebrecht aponte qual é a obra superfaturada que ele teve dentro do governo baiano.” Estadão. 
BZ- É claro que um relógio de US$ 20 mil não vai comprar um governador, mas é o início de uma relação promíscua entre o poder público e o empre´srio privado. Também não se admite que uma pessoa que tem conhecimento para ser um governador de estado, não tenha o discernimento para receber mimos de empresas e empreiteiros que tem negócios com o estado que governa. O ex-governador Wagner demorou para cair a ficha. DEVOLVE O MIMO, GOVERNADOR.

FUNDOS DE PENSÃO TÊM ROMBO DE R$ 70,6 BILHÕES

25/04/2017
Resultado de imagem para FUNDOS DE PENSÃO TÊM ROMBO DE R$ 70,6 BILHÕES Os

Os fundos de pensão fecharam 2016 com rombo de R$ 70,6 bilhões, segundo levantamento da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), o xerife do setor. 
O dado preocupa por causa da rápida expansão do déficit do sistema, que subiu 700% em quatro anos – em 2012, o buraco era de R$ 9 bilhões. O rombo subiu para R$ 21 bilhões em 2013 e para R$ 31 bilhões no ano seguinte. 
O déficit atingiu seu ápice em 2015, quando somou R$ 77,8 bilhões. A indústria dos fundos de pensão é composta por 307 entidades, que administram 1.137 planos de benefícios. 
Juntas, elas detêm quase R$ 800 bilhões em investimentos, que representam 12,6% do PIB nacional. 
São 7,2 milhões de associados, entre participantes que estão na ativa, dependentes e assistidos.Um plano de aposentadoria registra déficit quando os ativos não são suficientes para pagar os benefícios previstos até o último participante vivo do plano. 
A nova regulação não exige o equacionamento de todo o déficit. A norma em vigor permite que planos com população mais jovem tenham mais tempo para administrar os desequilíbrios. 
Para cobrir o déficit, participantes e patrocinadores precisam injetar mais dinheiro nos planos por meio de contribuições extras. Estadão. 
BZ-Os fundos de pensão, vem sendo mal administrados e saqueados por sindicalistas incompetentes e corruptos. Este será um dos próximos escândalos. 

BNDES DIZ QUE DADOS MOSTRAM INDÍCIOS DE SAÍDA DA RECESSÃO

25/04/2017
Resultado de imagem para BNDES DIZ QUE DADOS MOSTRAM INDÍCIOS DE SAÍDA DA RECESSÃO
Maria Sílvia, presidente do agora eficiente BNDES
Os dados do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) sobre o primeiro trimestre mostram indícios de saída da recessão econômica. 
Embora tenha dito que não seria tão otimista em dizer que a recessão acabou, a presidente do banco de fomento Maria Silvia Bastos Marques, afirmou nesta segunda-feira, 24, que as aprovações da Finame, a linha de crédito automática para o financiamento de máquinas e equipamentos, subiram 32% no primeiro trimestre ante igual período de 2016. 
”A Finame é muito mais dinâmica”, disse Maria Silvia, ao adiantar os dados em palestra durante seminário promovido pela Fundação Getulio Vargas (FGV) na sede da Federação das Indústria do Rio (Firjan). Como os contratos da Finame são mais curtos e distribuídos por bancos repassadores, seus indicadores reagem mais rapidamente aos ciclos da economia.
Na terça-feira, 25, o BNDES divulgará os dados de seu desempenho em março, encerrando o primeiro trimestre. Maria Silvia adiantou ainda que as consultas (primeira fase do processo de pedido de crédito no BNDES) para projetos de infraestrutura subiram 25% no primeiro trimestre, na comparação com os três primeiros meses do ano passado. 
Além disso, após o BNDES melhorar as condições do crédito para capital de giro em janeiro, houve crescimento de 345% nos desembolsos para essa linha (Progeren) no primeiro trimestre, também em relação ao ano passado. Estadão

segunda-feira, 24 de abril de 2017

ELEIÇÕES NA FRANÇA: MACRON É FAVORITO SOBRE LE PEN NO 2º TURNO

24/04/2017
Resultado de imagem para ELEIÇÕES NA FRANÇA: MACRON É FAVORITO SOBRE LE PEN NO 2º TURNO
Macron e Le Pen, os finalista da eleição francesa
O centrista Emmanuel Macron é favorito para vencer a candidata de extrema direita Marine Le Pen no segundo turno das eleições presidenciais francesas, marcado para o dia 7 de maio. 
Pesquisas de opinião apontam que, numa disputa contra a adversária, Macron se sairia vencedor. Macron ganhou o primeiro turno, realizado no domingo, com 23,7% dos votos, à frente de Le Pen, com 21,5% dos votos. 
Eles foram seguidos pelo conservador François Fillon e pelo esquerdista Jean-Luc Mélenchon, com 19% cada um, e pelo socialista Benoît Hamon, que obteve apenas 6,2% dos votos. 
Qualquer um dos dois candidatos fará história: Macron como o presidente mais jovem da França (aos 39 anos) e Le Pen como a primeira mulher chefe de Estado no país. 
O resultado representa um revés para os partidos tradicionais que se alternaram no poder durante décadas: o socialista, do presidente em fim de mandato François Hollande, e os conservadores, liderados por Fillon. VEJA

DOIS JOVENS SÃO MORTOS A TIROS EM XIQUE-XIQUE; UMA DAS VÍTIMAS ESTAVA GRÁVIDA

24/04/2017
Resultado de imagem para DOIS JOVENS SÃO MORTOS A TIROS EM XIQUE-XIQUE; UMA DAS VÍTIMAS ESTAVA GRÁVIDA

Dois jovens de 19 anos foram assassinados a tiros após saírem de um bar na madrugada, na cidade de Xique-Xique, no norte da Bahia.
O fato ocorreu na madrugada deste domingo (23). Segundo a Polícia Civil, os corpos das vítimas foram encontrados em um matagal. 
As vítimas foram identificadas como Diogo Pereira Duque e Vanessa Ferreira Nobre. 
De acordo com o G1, Vanessa estava grávida de três meses. Ainda conforme da polícia, Vanessa foi atingida por oito tiros e Danilo por dois. 
Os corpos das vítimas foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Irecê, onde serão periciados. Ainda não há informações sobre a autoria e motivação do crime. Até o momento, ninguém foi preso. Bahia Notícias

SUBMARINOS ADQUIRIDOS POR LULA ERAM DE SEGUNDA

24/04/2017
Resultado de imagem para SUBMARINOS ADQUIRIDOS POR LULA ERAM DE SEGUNDA: CHARGES

A negociata na compra de cinco submarinos franceses ainda provoca indignação na Marinha. 
O objetivo do governo Lula, suspeitam oficiais submarinistas, não era equipar a Marinha, mas fazer a Odebrecht faturar. O Brasil teve de adotar uma “família” diferente de submarinos, a classe Scorpène francesa, considerada inferior aos novos modelos alemães. O Brasil já utilizava submarinos de concepção germânica. 
A contratação da Odebrecht (sem licitação) pela estatal francesa DNSC foi “condição” do governo Lula para fechar a compra dos submarinos. 
 A DNSC foi acusada de pagar propina a integrantes dos governos da Índia e da Malásia para vender os mesmo submarinos de segunda. 
 A compra dos submarinos franceses, inferiores aos alemães, custará ao Brasil R$ 31 bilhões. E garantiu R$ 3,3 bilhões à Odebrecht. O contrato bilionário dos submarinos fez a Odebrecht espargir propina. Só um ex-executivo confessou haver entregue R$17 milhões a petistas. Cláudio Humberto. 
BZ-Será que há algum grande negócio neste país, que tenha sido feito sem propinas?

EM FRANGALHO POLÍTICO, RIO VIVERÁ CRISE POR ATÉ 10 ANOS

24/04/2017 
Resultado de imagem para EM FRANGALHO POLÍTICO, RIO VIVERÁ CRISE POR ATÉ 10 ANOS: CHARGES

Mergulhado em caos econômico, político e social, o Rio tenta entender como chegou à maior crise de sua história. 
O rombo do Estado neste ano, de R$ 22 bilhões, é resultado de uma combinação que inclui recessão econômica, apagão da indústria de óleo e gás em decorrência dos problemas na Petrobrás, queda da arrecadação e déficit previdenciário. 
“A situação é falimentar”, diz o secretário da Fazenda, Gustavo Barbosa. 
A Federação das Indústrias do Estado do Rio (Firjan) prevê que, nas bases atuais o Rio voltará a arrecadar mais do que gasta somente em 2029. 
Apenas em 2038 o Estado será capaz de pagar, integralmente, os juros e a amortização da dívida com a União. A corrupção disseminada por toda a administração agravou o quadro e acabou por levar à prisão um ex-governador, ex-secretários e cinco dos sete conselheiros do Tribunal de Contas. 
O procurador da República Sérgio Pinel, da força-tarefa da Lava Jato no Estado, diz que os desvios atribuídos pelas investigações ao ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) e seu grupo político ajudaram a piorar a situação. 
“Quando você tem o Estado governado por pessoas que se pautavam por interesses particulares, isso acaba ensejando opções políticas que não são as melhores para a sociedade.” 
Hoje falta dinheiro para o pagamento de salários dos servidores, para a distribuição de remédios na rede pública de saúde e até para o abastecimento de viaturas da polícia. Investimentos novos nem pensar. 
E programas que foram vitrines, como as Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) e as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), estão à beira do colapso. 
O descalabro do Rio expõe de forma mais aguda o desarranjo que atinge do setor público em quase todo o País, resultado principalmente de inépcia administrativa e profundo despreso pela seriedade no trato das contas públicas. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. Estadão

MORRE JERRY ADRIANI, AOS 70 ANOS, O MAIS ROQUEIRO DA JOVEM GUARDA

24/04/2017 
Resultado de imagem para MORRE JERRY ADRIANI, AOS 70 ANOS, O MAIS ROQUEIRO DA JOVEM GUARDA

Jerry Adriani, o nome roqueiro da Jovem Guarda, morreu às no início da tarde deste domingo, 23, às 15h30, no Rio de Janeiro.
Ele tinha 70 anos e enfrentava um câncer. Internado no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, no Rio, ele voltou à unidade de tratamento intensivo na manhã deste domingo. 
Ainda não há informações sobre horário e local do velório e do enterro. 
O sangue rock and roll de Jerry Adriani possuía um comprometimento maior com a gênese do estilo do que algumas de suas próprias canções demonstraram. 
Reconhecê-lo por apenas Doce Doce Amor ou Tarde Demais é conhecê-lo pela metade, reduzir sua importância. Jerry não sofria por fazer o jogo do mercado. Era bonito, tinha charme e tinha voz. 
Uma tríade que nem Roberto, Erasmo ou Wanderléa conseguiam reunir individualmente. E lá se foi o garoto nascido no Brás, com uma banda de rock no currículo chamada Os Rebeldes, se meter a cantar como galã italiano. Italianíssimo, o disco, fez sua estreia em 1964, ajudando a regar a terra para nascer a Jovem Guarda. 
O ano em que a juventude brasileira foi descoberta, 1965, foi também o que confirmou Jerry como um quadro viável no novo mundo da música pop. 
Gravado agora em português, Um Grande Amor faria sua estreia como ídolo de massa, preparando-o ainda mais para 1967, quando sairia um de seus discos mais vitoriosos, Vivendo Sem Você. Jerry Alves de Sousa foi o homem que descobriu Raul Seixas na Bahia, selando seu faro e sua determinação. 
Raul era Raulzito, que fazia bailes grã-finos de Salvador com seu grupo, Os Panteras, quando Jerry passou com seu show pela cidade. Ao saber de Raul (uma das versões diz que Raul não estava nesse dia com o grupo, que só viria a ser conhecido por Jerry depois), o cantor encafifou com a ideia de que aquele baiano deveria não só ir para o Rio de Janeiro como também se tornar produtor de seus discos. 
Saiu-se cheio de argumentos pra cima do poderoso Evandro Ribeiro, da gravadora CBS, e o convenceu: de 1969 a 1971, os discos de Jerry seriam produzidos por Raul, e com muitas músicas de sua autoria. Estadão

EMPRESAS CITADAS NA LAVA JATO DEMITIRAM QUASE 600 MIL

24/04/2017 
Resultado de imagem para EMPRESAS CITADAS NA LAVA JATO DEMITIRAM QUASE 600 MIL: CHARGES

A recessão, a queda do preço do petróleo, a redução dos gastos do governo e a Operação Lava Jato, que investiga esquema de corrupção envolvendo a Petrobrás, empreiteiras e agentes do governo, tiveram efeito devastador no emprego. 
Levantamento do ‘Estado’ com dez das maiores empresas citadas na Lava Jato mostra que, somente entre funcionários diretos e terceirizados dessas companhias, o corte de vagas entre o fim de 2013 (antes da deflagração da Lava Jato, em março de 2014) e dezembro de 2016 foi de quase 600 mil pessoas. 
Analistas apontam que o efeito foi ainda maior, quando se consideram as vagas indiretas. 
Empresas do setor de óleo e gás, como a Petrobrás, foram afetadas pela redução da cotação do petróleo, que hoje está próxima de US$ 50. Já as grandes construtoras e incorporadoras tiveram de lidar com o alto endividamento da população, que deixou de comprar imóveis, e com a conclusão – ou interrupção – de projetos de infraestrutura, diante da deterioração das contas do governo. 
A conta de 600 mil postos de trabalho fechados mostra um impacto considerável – equivalente a 5% do total de pessoas que entraram na fila do desemprego entre 2013 e 2016, que foi de 11,2 milhões. 
Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o total de desocupados no País era de 1,1 milhão em dezembro de 2013; no fim de 2016, o número havia crescido para 12,3 milhões. 
Após um período de longa bonança, as companhias envolvidas na Lava Jato vivem momentos de dificuldade e tentam se reestruturar. As construtoras Queiroz Galvão, Engevix, OAS e Mendes Júnior estão entre as que pediram recuperação judicial. A Sete Brasil, empresa criada pela Petrobrás para a construção de sondas de petróleo, está na mesma situação. Estadão